CRESCIMENTO DO SETOR DE MINERAÇÃO AQUECE TRANSPORTE DE PASSAGEIROS

Mineradoras no Pará e em Minas Gerais contribuem para aumento de produção de micro-ônibus Volare na pandemia Setor gerou cerca de 180 mil postos de trabalho até agosto, segundo o IBRAM, impulsionando o fretamento

O crescimento do setor de mineração tem aquecido o segmento de transporte de passageiros, contribuindo para o aumento de produção da Volare, marca de micro-ônibus da Marcopolo. A produção diária da marca aumentou 66% este ano, de 12 para 20 unidades por dia, mesmo com o impacto da pandemia de Covid-19 no transporte público nacional. A atividade mineradora, principalmente em Minas Gerais e no Pará, exerce um papel importante nos negócios da marca.

“A demanda do mercado externo por minérios e a alta do dólar impulsionaram o segmento de mineração, favorecendo toda a cadeia de fornecedores, incluindo o transporte de mão-de-obra”, afirma Sidnei Vargas, gerente nacional de Mercado Interno da Volare. “E os micro-ônibus passaram a substituir vans, por promoverem capacidade maior de lugares e maior distanciamento entre os passageiros, como recomendam as autoridades sanitárias”, acrescenta.

Segundo o Instituto Brasileiro de Mineração (IBRAM), o setor gerou cerca de 180 mil postos de trabalho diretos e indiretos entre janeiro e agosto de 2020. Um dos clientes da Volare, a Indaiá Transportes se beneficiou com este movimento. A empresa, que opera o fretamento de trabalhadores na região do quadrilátero ferrífero em Minas Gerais, viu a demanda crescer 120% no volume de passageiros este ano e acabou adquirindo 10 micro-ônibus. Atualmente, a empresa tem uma frota de 42 veículos específicos para atuação no segmento, além do fretamento executivo, interno e externo às minas.

“As demandas dos nossos clientes geralmente requerem atendimento instantâneo. A indústria de mineração não enfrentou a paralisação dos outros setores e a mão-de-obra segue trabalhando mesmo com a pandemia. O rápido aumento da capacidade de transporte é uma característica desse mercado”, comenta Anderson Ferreira Guimaraes, Diretor . A previsão é manter a frota atual mesmo após o fim da pandemia, já que a demanda por mão-de-obra das mineradoras seguirá em alta, segundo o executivo.

Outra empresa que atende o setor de mineração, a Júlio Simões adquiriu 15 veículos Volare este ano, devido ao aumento da demanda por fretamento.

 

Da porta de casa ao interior da mina

“O transporte de mineradores requer veículos específicos que os conduzam da porta de casa ao interior das minas, enfrenando terrenos de todo tipo. A Volare é a única marca no país que produz micro-ônibus de acordo com as exigências do setor, com resistência estrutural antitombamentos, para garantir a segurança dos operadores, e carroceria anticorrosão”, relata Vargas.

Entre os diversos modelos oferecidos ao mercado, os micro-ônibus 4x4 são um diferencial da marca. Em 2020, 73 unidades Volare 4x4 de alta capacidade de carga foram comercializados no país.

A Volare é líder no setor de micro-ônibus e atua em 35 países na América Latina, Oriente Médio e África. A marca faturou R$ 634,238 milhões em 2019, somadas as vendas nos mercados externo e interno.

 

Créditos da foto: DC Multimídia

Máquina Cohn & Wolfe

+55 11 3147-7445 - 11 97574-9149  | volare.imprensa@maquinacohnwolfe.com

compartilhe
VOLARE É A MARCA DE MICRO-ÔNIBUS MAIS VENDIDA NO BRASIL
VOLARE EXPORTA MICROS PARA ANGOLA
VOLARE AMPLIA VENDAS PARA O FRETAMENTO
VOLARE AMPLIA PARTICIPAÇÃO NO PARANÁ
MARCOPOLO FAZ NOVAS VENDAS PARA O ORIENTE MÉDIO